Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Investimento alternativo

Rute Portugal | C12
 
Cabo Verde Actividades Náuticas, Lda
 
Ilha do Sal | Cabo Verde
 
 

A Ilha do Sal representa para o arquipélago de Cabo Verde um importante motor económico. É nesta ilha que se desenvolve a maior parte da actividade turística, fundamental para o balanço financeiro do país, pobre em recursos naturais e com agricultura quase vestigial.

O turismo que se tem desenvolvido no Sal é predominantemente um turismo de massas do tipo Sol e Mar.

As características da ilha do Sal que atraem o turismo são as condições climatéricas – a temperatura amena durante todo o ano – o mar de águas quentes e cristalinas e as praias. Aliás, é sabido que a beleza do destino turístico é um factor importante na sua atractividade (Holden, 2008). Ou seja, a qualidade do ambiente é um factor decisivo para a existência de turismo. Em concordância com este facto, o governo cabo-verdiano estipulou que o desenvolvimento do turismo em Cabo Verde deve ser feito de um modo sustentável.

 

No entanto, nem sempre é fácil conciliar o turismo e a preservação do ambiente natural. Isto torna-se ainda mais verdadeiro quando se verifica, no terreno, que o desenvolvimento turístico é feito, principalmente, através de construção desenfreada de hotéis, nomeadamente resorts, e de empreendimentos urbanísticos, cujos apartamentos se destinam à venda, como segunda residência, ou ao aluguer a estrangeiros. Não é notório o consequente desenvolvimento de infra-estruturas que permitam aumentar a capacidade da carga humana na ilha. Por exemplo, o abastecimento de electricidade na Ilha do Sal é feito através da queima de combustíveis fósseis. Se existe um pico de consumo de energia que o sistema não suporte (o que é frequente), há quebras no fornecimento de energia. Hotéis e restaurantes colmatam essas falhas utilizando geradores a gasóleo, que se revelam indispensáveis para a manutenção da actividade. Outra questão importante é a inexistência de água potável na ilha: toda a água provém de dessalinização de água do mar, o que, naturalmente, requer muita energia.

À luz da recente crise financeira mundial é já notório o abrandamento, tanto a nível da construção (por falta de financiamento), como a nível da operação hoteleira (por falta de clientes). Esta é, portanto, a altura certa para investir no melhoramento de infra-estruturas e serviços que optimizem um desenvolvimento sustentável e que garantam o apelo de Cabo Verde nos mercados dos países desenvolvidos. Serviços como o tratamento de águas residuais e a remoção de resíduos sólidos, dessalinização de água do mar e produção de energia são absolutamente indispensáveis.

 

A aposta nas energias renováveis é óbvia, tendo em conta o panorama actual no que diz respeito aos produtos petrolíferos e à emissão de gases de estufa. Aliás, desde os anos 60 que estudos apontam essa solução para resolver os problemas energéticos de Cabo Verde (Fonseca, 1960). O aproveitamento do vento e do sol para a produção de energia permitiria a utilização dos recursos abundantes na ilha, pois vento e sol estão disponíveis 365 dias por ano.

 

A vantagem na ilha do Sal, em relação às restantes ilhas, está na existência de complexos turísticos de tamanho considerável com elevadas exigências em termos energéticos. Assim, as hipóteses de investimento são várias, desde a venda de equipamento directamente aos operadores turísticos (por exemplo painéis para aquecimento de águas), passando pela produção de energia para venda directa à rede.

 

Só com desenvolvimento sustentável, que tenha em conta o meio ambiente, será possível a sobrevivência do turismo em Cabo Verde. As empresas que decidirem dar os primeiros passos nesse sentido encontrarão uma boa oportunidade de investimento e estarão a contribuir para a preservação de um bem que não poderá ser substituído – o mar de Cabo Verde.   

 

 

-  Fonseca, Humberto (1960) Considerações sobre a problemática das crises em Cabo Verde. Revista da Junta de Investigações do Ultramar.

- Holden, Andrew (2008) 2ª ed. Environment and Tourism, Routledge, Oxon, UK.

publicado por visaocontacto às 11:26
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28

.Artigos recentes

. NOVO LOCAL

. Vila do Bombarral recebe ...

. Empreendedorismo Contacto...

. Encontrão C3

. Contacto 13, solidário em...

. Carreiras: Rui Cristo (C1...

. Existências - Expo de Pin...

. Um pequeno gesto... Um gr...

. Mensagem de Natal

. Os contactos continuam a ...

. PROGRAMA CONTACTO - algun...

. Início do Contacto 14

.Edições

.tags

. todas as tags

.Contador

Amazing Counters
Oriental Trading Coupons

.Mapa Mundo

Locations of visitors to this page
blogs SAPO

.subscrever feeds