Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009

Perspectivas da crise

Rute Freitas | C12

Efacec

Madrid | Espanha

 

“A economia espanhola contrairá este ano, pela primeira vez em 16 anos, caindo 1,6%, e o défice das contas públicas atingirá os 5,8% do PIB. A taxa de desemprego será de 15,9%.”

Económico, edição on-line de 16.01.2009

O cenário de crise, recessão económica e desemprego estão instalados. Este é um fenómeno mundial que afecta todos os sectores da actividade económica, com consequências graves para a estabilidade económica e social dos países.

No entanto, simultaneamente, existem sectores que apesar de se ressentirem com os efeitos da crise, conseguem, de alguma forma, contrariar a tendência negativista e encontrar alternativas de crescimento que os sustentem.

O sector do turismo, de acordo com a Organização Mundial de Turismo, assume-se como um dos principais sectores da economia mundial. Nas últimas seis décadas, experimentou um crescimento sustentável e uma diversificação cada vez maior, tendo-se convertido num dos sectores que regista um crescimento mais rápido. Esta dinâmica permitiu-lhe ter, na actualidade, um papel fundamental no progresso socioeconómico.

O turismo converteu-se num dos principais agentes do comércio internacional. Actualmente, as receitas de exportação geradas pelo turismo internacional ocupam a quarta posição, depois dos combustíveis, dos produtos químicos e dos produtos automóveis, sendo que em muitos países se assume como a primeira categoria de exportação. Para muitos dos países em vias de desenvolvimento, apresenta-se como uma das principais fontes de receita, através da criação de emprego e oportunidade de desenvolvimento.

Principais indicadores:

- Mundialmente, a chegada de turistas internacionais atingiu os 903 milhões em 2007, mais 6,6% que em 2006;

- Entre 1995 e 2007, o crescimento médio situou-se nos 4%, apesar da estagnação verificada entre 2001 e 2003, devido ao terrorismo, SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e abrandamento económico;

- As receitas turísticas ascenderam aos 625 000 milhões de euros em 2007, o que corresponde a um crescimento de 5,6% em relação a 2006;

- Tudo aponta para que 2008 seja o quinto ano consecutivo de crescimento sustentado da indústria turística mundial;

- Para 2008, antecipa-se um crescimento mais moderado, devido às consequências provocadas pela economia global, que afectam a confiança do consumidor, com os inevitáveis constrangimentos no rendimento disponível;

- Em 2010, prevê-se que as chegadas internacionais alcancem os 1.000 milhões e, para 2020, as chegadas internacionais superem os 1.600 milhões.

Fonte: Organização Mundial de Turismo

A Espanha ocupava (em 2007) o segundo lugar, no que respeita a destinos mais visitados, a nível mundial, precedida pela França, e desfrutava de uma quota de mercado de 7%, à frente dos Estados Unidos e Itália. No que respeita a receitas, atingiu 51,1 milhões de dólares, que a colocam na 2ª posição, sendo a primeira ocupada pelos Estados Unidos.

Em 2007, o turismo representava 11% do PIB e do emprego, em Espanha. Segundo previsões da Organização Mundial de Turismo, prevê-se para 2020 que 75 milhões de turistas visitem o país. No entanto, em 2008, perante o cenário de crise, o sector do turismo ressentiu-se, tendo-se verificado uma queda de 1% no impacto do PIB.

A Espanha é um país surpreendente, brinda-nos com uma imensa diversidade de património cultural e natural. Consciente do seu potencial, sabe promover os diferentes aspectos do território, sendo capaz de seduzir todos os segmentos de viajantes! Há uma força gigante de promoção do país que não se limita ao exterior, verifica-se, simultaneamente, um aumento do turismo interno que resulta dum esforço contínuo de promoção das diferentes regiões.

Há um claro investimento em marketing turístico, com o objectivo de promoção do território, que assenta na diversificação de produtos e serviços. A Espanha apresenta uma multi-variedade de possibilidades e destinos, procurando novas fórmulas capazes de cativar os turistas. O fenómeno mais recente é o Turismo Rural, que surge como alternativa ao turismo massificado; que procura criar novas oportunidades, desenvolvendo turística, económica e socialmente zonas rurais, de imensa riqueza histórica, cultural e paisagística. Conseguindo enquadrar toda a actividade de acordo com os princípios do turismo sustentável, ou seja, em comunhão com o meio ambiente e responsabilidade social.

A Espanha, pela sua reputação e riqueza turística, quase não necessitaria de promover-se. No entanto, a fórmula do sucesso resulta da contínua procura de ideias que promovam o país, a cultura e as gentes!  Será esta uma incógnita, descoberta na equação da crise?

Olé!

 

Bibliografia

Instituto Nacional de Estatística – Espanha

www.ine.es

Económico

www.economico.pt

Edição de 16.01.2009

Organização Mundial de Turismo

www.unwto.org

publicado por visaocontacto às 23:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28

.Artigos recentes

. NOVO LOCAL

. Vila do Bombarral recebe ...

. Empreendedorismo Contacto...

. Encontrão C3

. Contacto 13, solidário em...

. Carreiras: Rui Cristo (C1...

. Existências - Expo de Pin...

. Um pequeno gesto... Um gr...

. Mensagem de Natal

. Os contactos continuam a ...

. PROGRAMA CONTACTO - algun...

. Início do Contacto 14

.Edições

.tags

. todas as tags

.Contador

Amazing Counters
Oriental Trading Coupons

.Mapa Mundo

Locations of visitors to this page
blogs SAPO

.subscrever feeds