Terça-feira, 10 de Março de 2009

Funcionar apesar da crise

Vera Magalhães | C12
BES
França
 

Os especialistas económicos não estão muito optimistas: o ano 2009 anuncia-se como sendo um ano mau, no emprego, na indústria, no comércio... mas não para todos! Apesar da crise existente, e que segundo os analistas, veio para ficar, existem novas tendências de consumo, conjunturais e estruturais, e empresas, produtos, serviços e nichos de mercado, irão encontrar uma forma de prosperar.

 

Pode afirmar-se que toda a crise traz muitas oportunidades a curto e a longo prazo. Os períodos de tensão levam a modificações comportamentais e sócio-culturais profundas nos consumidores. No mercado francês, estas alterações são já visíveis: um francês em cada dois, já modificou a sua forma de consumo como resposta à crise. O factor preço, cada vez mais, aparece como o primeiro factor de escolha dos diferentes bens – Hard-discounts, grandes distribuidores, empresas low-cost têm crescido a olhos vistos e são cada vez mais uma presença constante na vida dos consumidores. Um estudo recente mostra que em França a procura de promoções aumentou em cerca de 16%. Este fenómeno, que inicialmente estaria principalmente interligado ao sector alimentar, tem-se também reflectido noutros sectores. As empresas low-cost têm começado a conquistar progressivamente todos os sectores de actividades, desde o cabeleireiro ao fitness, ao aluguer de skis, e até à alta tecnologia. Prevê-se que no final do corrente ano, já terão conquistado cerca de 10% da quota de mercado.

 

O mercado francês apresenta várias “boas notícias” para contrariar o pessimismo associado à crise, e a lista que se segue demonstra claramente esse pensamento. Estes são alguns dos sectores/empresas out of the box que durante o ano de 2009 apresentarão crescimento em todos os sentidos.

 

Comércio On-line – para o ano de 2009, prevê-se um crescimento de 22% e de 17% para 2010. Com ou sem crise, o comércio via Internet tem-se desenvolvido, aliado ao aumento do factor confiança nas transacções realizadas on-line. Com a crise e com a mudança de comportamento dos consumidores em resposta à mesma, as compras antes realizadas nas lojas, começaram a ser transferidas para a Internet, permitindo ao consumidor limitar as viagens de automóvel, aceder a preços mais atractivos (descontos, promoções, preços de revenda) e a oferta variada. Um destes exemplos é a empresa francesa on-lineventeprivee.com. Em quatro anos o volume de negócios da empresa aumentou cerca de 230% e tornou-se o primeiro site de vendas on-line na Europa. A empresa conta já com 1.000 empregados e prevê para o ano de 2009 um aumento de 300 postos de trabalho.

 

Farmácia – O sindicato profissional farmacêutico francês – Gemme – prevê um crescimento de 10 a 12% para os medicamentos genéricos reembolsáveis em França. Em 2008 este mercado atingiu um record em termos de facturação (2 mil milhões de euros) e este ano, devido à comercialização de novos medicamentos genéricos e à existência de contratos a encorajar os médicos a prescreverem genéricos em três grandes classes de medicamentos, permitirá abrir um mercado potencial suplementar e incrementar o nível de facturação em cerca de 1,3 mil milhões de euros.

 

Energia Solar e energias renováveis – a empresa PME Solairedirect aumentou o capital social em 20 milhões de euros no final de 2008. Criada em 2006 é uma das principais operadoras de energia solar em França. O presidente e fundador da empresa anunciou uma previsão de 160 milhões de euros de volume de negócios para o corrente ano. O sector em questão não está a ser directamente afectado pela crise, dado estarmos a falar de uma energia que influencia o crescimento sustentável e também pelo facto dos principais fornecedores de painéis solares estarem a baixar os preços dos mesmos, em consequência do grande crescimento do mercado espanhol. No âmbito das energias renováveis, devido às preocupações ambientais, a produção de energias, infra-estruturas de transportes colectivos, isolamento de edifícios, entre outros, não conhecerão a crise, estando já prevista a criação de 440 000 postos de trabalho até 2012.

 

Tecnologia – no universo dos telemóveis no mercado francês, os smartphones têm mostrado a sua preponderância. Para o ano de 2009 prevê-se a venda de 2,8 milhões smartphones, o que representa cerca de 11% na venda total de telemóveis. A esta preferência está associada a ergonomia do telemóvel – ecrãs tácteis e o fácil acesso à internet.

 

Luxo – a pastelaria de gama alta Pierre Hermé abriu o seu 4º ponto de venda em Paris, em plenos Champs-Elisées, uma das ruas mais caras e mediáticas da capital francesa. É caso de pensar, “serão os chocolates anti-depressivos?” Nada melhor do que perguntar aos traders de Wall Street quando estes experimentarem as especialidades de La Maison du chocolat que abriu em Novembro em Nova Iorque, em pleno anúncio do FMI de forte recessão mundial. A empresa que apresenta um crescimento de dois dígitos, pretende abrir outro ponto de venda no aeroporto Charles de Gaulle em Janeiro.

 

Em conclusão, apesar da crise que se faz sentir em inúmeros sectores da actividade económica francesa, existem outros, e algumas empresas em particular, que têm conseguido manter em pleno os seus níveis de actividade e até encontrar oportunidades de negócio de forma a potenciarem o seu crescimento.

 

É caso para dizer que “apesar da crise, há sectores que ainda funcionam”.
publicado por visaocontacto às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28

.Artigos recentes

. NOVO LOCAL

. Vila do Bombarral recebe ...

. Empreendedorismo Contacto...

. Encontrão C3

. Contacto 13, solidário em...

. Carreiras: Rui Cristo (C1...

. Existências - Expo de Pin...

. Um pequeno gesto... Um gr...

. Mensagem de Natal

. Os contactos continuam a ...

. PROGRAMA CONTACTO - algun...

. Início do Contacto 14

.Edições

.tags

. todas as tags

.Contador

Amazing Counters
Oriental Trading Coupons

.Mapa Mundo

Locations of visitors to this page
blogs SAPO

.subscrever feeds