Segunda-feira, 11 de Junho de 2007

Da água para o vinho...de um 1º para um 3º Mundo

   Mafalda Ricca

Amorim Imobiliária, Cidade do México, México.

 

Curiosidades

1. México, país que viveu oprimido até ao Sec.XVII e com apenas uma  curta história da qual se orgulha.  Aztecas, que a cada ano matavam milhares de mexicanos, espanhóis, que para além de  matarem milhares dominaram o país por 300 anos e uma ditadura que se prolongou por 30 anos. Tudo isto acaba por se reflectir num nacionalismo marcado, na  escassez de museus, ou até mesmo nas ruas com nomes de países ou cidades, já que não há figuras ilustres ou momentos de glória dignos de serem recordados numa placa.

 

2. Um país de grandes contrastes, onde quem tem dinheiro tem MUITO dinheiro e quem não tem dinheiro é miserável. Pobres que dão dinheiro a miseráveis, bens vendidos em qualquer esquina da cidade, numa variedade de produtos que termina aonde acaba a imaginação do vendedor mais criativo, familias para as quais os seus  filhos são mais uma fonte de rendimento, já que também estes aos 5 anos já alcançam o estatuto de vendedor de rua.

 

3. Um país de corrupção, onde a carta de condução se compra no supermercado (para evitar subornos) e onde os políticos ganham salários  exorbitantes, para evitar a tentação de serem subornado.

 

4. País de ineficiencias. Um território onde os feriados durante a semana tpassaram para as segundas-feiras, pelo simples facto de que todos  os mexicanos aproveitavam para faltar sem avisar e fazer a sua merecida ponte. Um país onde o tempo passado no trânsito  e os almoços desfrutados na secretária do escritório (para assim poupar mais uns pesos) são dois grandes motivos para que ninguém resista ao desgaste físico e psicológico de um dia de trabalho.

 

5. Um  país  onde com níveis de poluição tão elevados, as crianças  são proibidas de saírem à rua nos dias mais críticos e onde a reciclagem é ainda uma preocupação para o futuro.


 

Da água para o vinho...de um 1º para um 3º Mundo
 

Da água para o vinho, 4 meses, são suficentes para me fazer sentir que deixei a  a água para ficar com o vinho, ou terei deixado o vinho?...Talvez até nem tenha mudado de bebida, e tenha passado apenas a beber  um vinho diferente. Um povo que reflete um país de contrastes, de miséria, de crime, de corrupção, de desorganização, de ineficiencias, de poluição, de caos, de desastres naturais. Ainda assim um povo atraente, um povo que faz qualquer estrangeiro esquecer todos estes podres e sentir que aqui pode viver uma experiência enriquecedora, de aprendizagem constante com o melhor e o pior que o México tem para oferecer.

 

Hoje já é sexta-feira! Apanho um autocarro para ir para o escritório. Pessoas penduradas na porta da frente e a porta de trás bem fechada com uma mochila e um pé de fora. Assim que entro no altar do condutor, com a cruz, as flores, os santos e todos os adornos que tematizam um lugar sagrado, descubro que não tenho 2 pesos (0,14 €) trocados. E agora? Como o motorista não pode dar troco, há sempre um “amiguinho” que faz questão de pagar...hoje pago eu, amanhã pagas tu! Pelo caminho ouço anúncios do Governo para que sejam defendidos os direitos das crianças, para que seja combatida a expansão galopante dos traficantes de droga..

 

Entro no escritório, ou talvez seja melhor dizer que entro em casa, e ouço um

“Hola, como estás?” Que vem sempre acompanhado de um abraço e de um “me alegra que esteas bien”.

 

Despidos de formalismos, desde o 1º dia que aceder ao CEO da empresa foi tão fácil como o acesso à empregada de limpeza e assim vou conhecendo um bocado mais dos mexicanos e assim me vou sentindo cada vez melhor no meu trabalho.

 

Durante o dia peço que me envie aquele documento que lhe tinha pedido....”Claro que si”. Regra básica: nunca confiar num sim dos Mexicanos. Hoje é SIM, amanhã é talvez e depois de amanhã passa a NÃO, e isto porque não foram capazes de dizer aquele não desde o início. Latinos de gema, na teoria está tudo sempre bem e tudo é possível e fácil de conseguir. A prática? Sempre acaba por nos reservar algumas surpresas!

 

Está na hora de ir embora e quero correr para uma cidade ainda desconhecida.“ Nos vemos...que descanses! Suerte”... assim nos despedimos até à proxima semana.

 

Um país com 21.915.000 turistas por ano tem concerteza muitos tesouros para me mostrar. Tenho um pequeno problema, as estradas são péssimas, e as saídas das cidades são o caos, e não interessa se são poucos os kms que tenho para percorrer, o que interessa mesmo é...quanto tempo demoro a chegar ao meu destino. Esqueço os detalhes e parto para a Central de Autocarros.

 

Resolvi ir de metro. Metro? Esse também é uma excelente alternativa de transporte mas em horas de ponta! Nestas alturas ultra caóticas, as carruagens da frente são reservadas às “señoritas”, o que significa que nestas carruagens se vai bem confortável e sem ter de suportar um baixote de bigode, sujo e não perfumado!

 

À saída da cidade passo uma casa onde um homem, com a ajuda dos mariachis, canta a “Paloma” para a sua futura mulher, que segundo manda a tradição, apenas lhe poderá dizer o sim depois de uma boa serenata.

 

Pela estrada fora, vejo um sinal que ainda não conhecia " por favor deixe passar os carros sem travões"...Curioso?!

 

Chego ao meu destino e saio daquele autocarro. Uma aldeia colonial, uma selva com indígenas, uma terra de hippies, uma cidade Azteca com as pirâmides como cenário, uma lagoa, uma cascata, uma praia paradisíaca, um povo curioso que vem falar comigo porque simplesmente adora trocar experiências. Um povo que nunca se esquece de abrir bem os braços para me receber. Ainda extasiada com tantos cantos por explorar e experiências tão diferentes para viver regresso a casa.

 

Entro em casa e pego num copo de vinho, Casa Madero é uma boa opção, mas nenhum vinho é capaz de competir com um bom vinho português...bem diferente, desta vez...como do vinho para a água!

 
FACTOS

PORTUGAL: 10.642.836 Hab.

Lisboa: 2.761.000 Hab.

Área: 92.391 Km2

PIB : 203.1 Biliões de USD

PIB pc: 19.100 USD

Tx inflação: 8,2

Democracia Parlamentar

Religião: 84,5% Católica

Independência: 1143

 

 

MÉXICO: 108.700.891 Hab.

Cidade México: 22.700.000 Hab. (cerca de metade de todo do nosso país)

Área: 1.964.375 km2

PIB: 1.134 Triliões de USD (cerca de 5x o PIB português)

PIB pc: 10.600 USD (cerca de metade do nosso PIB pc)

Tx Inflação: 3,4

República Federal

Religião: 92% Católica

Independência 1810 (700 anos depois)

 

publicado por visaocontacto às 17:06
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28

.Artigos recentes

. NOVO LOCAL

. Vila do Bombarral recebe ...

. Empreendedorismo Contacto...

. Encontrão C3

. Contacto 13, solidário em...

. Carreiras: Rui Cristo (C1...

. Existências - Expo de Pin...

. Um pequeno gesto... Um gr...

. Mensagem de Natal

. Os contactos continuam a ...

. PROGRAMA CONTACTO - algun...

. Início do Contacto 14

.Edições

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds